jump to navigation

História do Trabalho: A primeira greve fabril 09/09/2014

Posted by DVH Advogados in Uncategorized.
trackback

Milton Alves

Em 1824 em Pawtucket, R.I., mulheres tecelãs fizeram a mãe de todas as greves.   O que os patrões não foram capazes de prever foi que as trabalhadoras não fossem tão facilmente controladas como as crianças.
A causa imediata da greve foi uma decisão dos donos das fábricas de Pawtucket de cortar os salários das trabalhadoras em 25% e aumentar a jornada diária em mais uma hora para todos os trabalhadores.

Por Joey L. DeFrancesco e David Segal** – Via Esquerda.Net

Em Maio de 1824, 102 trabalhadoras em Pawtucket, Rhode Island, deixaram os seus teares depois de os donos das fábricas terem anunciado um corte nos salários. As trabalhadoras votaram pela recusa em voltar ao trabalho enquanto os antigos salários não fossem repostos. A seguir, uniram-se com outros trabalhadores fabris – crianças e alguns grupos de homens – e também com agricultores locais e artesãos que se juntaram à…

Ver o post original 915 mais palavras

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: